Eu entre nós

terça-feira, maio 20, 2008

Olhem só para esta

Tal como publicado no blog dos Mesa de Pau, aqui vai uma notícia curiosa:

O sacerdote católico polaco Michael Heller, que é também cosmólogo e matemático, recebeu, em Londres, o Prémio Templeton 2008, atribuído a um estudo que mostra como a matemática pode oferecer provas indirectas da existência de Deus.

De acordo com a agência de notícias católica Ecclesia, as teorias do Padre Heller não se centram tanto em oferecer provas da existência de Deus mas em suscitar dúvidas acerca da realidade.

«A sua especialidade são as fórmulas complexas, desenvolvidas há mais de 40 anos, capazes de explicar qualquer coisa, inclusive a sorte, através do cálculo matemático», revela a Ecclesia, segundo a qual o galardão tem o valor de um milhão e 170 mil euros.

O júri do Prémio Templeton distinguiu o sacerdote pelas suas concepções originais sobre «a origem e a causa do Universo», pois encaixou a visão cristã no quadro mais amplo do contexto cosmológico.

As suas pesquisas «ampliaram o horizonte metafísico da Ciência», segundo a Fundação Templeton, que há 35 anos concede o prémio ao progresso para a pesquisa ou desenvolvimento de realidades espirituais.

Aos 72 anos, Michael Heller, que é docente na Faculdade de Filosofia da Academia Pontifícia de Teologia de Cracóvia, Polónia, junta-se a uma lista de galardoados em que figuram Madre Teresa de Calcutá, o escritor Alexander Solzhenitsyn, o reverendo Billy Graham e o líder espiritual indiano Pandurang Shastri Athavale.

O Prémio Templeton 2008 será entregue pelo Príncipe Filipe, duque de Edimburgo, em cerimónia privada.
posted by Alcides Longras at 2:05 da tarde

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home